Como uma vacina desenvolvida em Cuba pode transformar o tratamento do câncer

O degelo nas relações entre EUA e Cuba produziu um benefício improvável. Pacientes americanos com câncer de pulmão em breve poderá ter acesso a uma vacina promissora desenvolvida em Cuba.  A CimaVax, uma vacina desenvolvida pelo Centro de Imunologia Molecular de Havana, está sendo testada no mercado americano pelo Instituto do Câncer Roswell Park Center de Buffalo, Nova York. “Um estudo clínico abrangente sobre câncer de pulmão em estado avançado mostra que a vacina prolonga significativamente a vida”, disse o Dr. Kevin Lee, professor e presidente de imunologia do instituto. A vacina é “barata, segura, eficaz e fácil de administrar mensalmente” mediante uma injeção no ombro; além disso, “é muito pouco tóxica”, acrescentou. “A biotecnologia cubana baseia-se em um conceito de aplicação que se estende a toda a população de forma segura, econômica e rápida.”

O Dr. Lee esteve recentemente no programa de rádio da Knowledge@Wharton, transmitido pela SiriusXM, para discutir o que tem sido feito para levar a vacina para os EUA. O programa vai ao ar de segunda a sexta, das 10h às 12h (EST), na Wharton Business Radio, canal 111 da SiriusXM. Lee discorreu também sobre a vacina durante a recente Cúpula de Finanças, Infraestrutura e Investimento realizada em Nova York. O evento foi organizado pela Knowledge@Wharton, Instituto Lauder e Momentum Event Group.

A CimaVax já foi administrada a 5.000 pacientes do mundo todo, dentre eles, 1.000 são cubanos. O Instituto Roswell fará estudos preliminares para testar a eficácia da vacina nos EUA, tentará obter sua aprovação pelos órgãos reguladores e fará sociedade com empresas do setor privado.

Lee disse que a CimaVax “se parece com uma vacina para prevenir também sarampo, caxumba e outras doenças infecciosas”. Seu instituto também está explorando a possibilidade de usá-la no combate ao câncer de cólon, cabeça e pescoço, próstata, seio e pâncreas, conforme recente post  de blog do pesquisador no site do Instituto Roswell.

A vacina chegou aos EUA depois que o governador de Nova York, Andrew Cuomo, e um grupo de empresários, visitaram Cuba no início do ano para reconstruir as relações comerciais entre ambos. A presidente e CEO do Instituto do Câncer Roswell Park Centre, Dra. Candace Johnson, integrava esse grupo.

De olho nos fatores do crescimento

O Dr. Lee disse que a maior parte das vacinas contra o câncer preparam o sistema imunológico para que se preocupe exclusivamente com a célula cancerosa. A CimaVax, em vez disso, se preocupa com o “fator de crescimento epidérmico”, ou EGF (na sigla em inglês), do corpo, que estimula o crescimento da célula, inclusive das células cancerosas. A vacina cubana dispara uma resposta de imunidade contra o EGF, esvaziando assim o fator de crescimento e impedindo que as células cresçam, explicou.

Lee disse que está animado com a possibilidade de que a CimaVax possa ser usada também como fator de prevenção. Como várias seguradoras cobrem atualmente os exames de câncer de pulmão, ele espera que mais pessoas descubram que têm câncer de pulmão em estágio inicial e removam cirurgicamente as células afetadas. Embora esses pacientes possam estar “tecnicamente curados”, existe a possibilidade de que os fumantes contumazes possam ter outros tipos de câncer no pulmão, disse. Ele acrescentou ainda que as estatísticas mostram que metade desses pacientes terão uma recidiva em oito anos. “E se pudéssemos vaciná-los com alguma coisa barata, segura, eficaz e fácil de administrar […] reduzindo assim o risco de câncer do pulmão?”

Citando a Universia Knowledge@Wharton

Close


Para uso pessoal:

Por favor, use as seguintes citações para referências de uso pessoal:

MLA

"Como uma vacina desenvolvida em Cuba pode transformar o tratamento do câncer." Universia Knowledge@Wharton. The Wharton School, University of Pennsylvania, [16 November, 2015]. Web. [25 May, 2019] <http://www.knowledgeatwharton.com.br/article/como-uma-vacina-desenvolvida-em-cuba-pode-transformar-o-tratamento-do-cancer/>

APA

Como uma vacina desenvolvida em Cuba pode transformar o tratamento do câncer. Universia Knowledge@Wharton (2015, November 16). Retrieved from http://www.knowledgeatwharton.com.br/article/como-uma-vacina-desenvolvida-em-cuba-pode-transformar-o-tratamento-do-cancer/

Chicago

"Como uma vacina desenvolvida em Cuba pode transformar o tratamento do câncer" Universia Knowledge@Wharton, [November 16, 2015].
Accessed [May 25, 2019]. [http://www.knowledgeatwharton.com.br/article/como-uma-vacina-desenvolvida-em-cuba-pode-transformar-o-tratamento-do-cancer/]


Para fins Educacionais/Empresariais, use:

Favor entrar em contato conosco para usar com novos propósitos artigos, podcasts ou vídeos através do nosso formulário de contato para licenciamento de conteúdo. .

 

Join The Discussion

No Comments So Far